Em comemoração ainda em relação à semana da Consciência Negra, a equipe do Grito do Livro disponibiliza, gratuitamente, um acervo de obras afro-brasileiras em nosso site, com os “pdfs” dos livros inclusos, aqui, para visualização e/ou download.

O Grito sugere aos professores, visto a obrigatoriedade em lei, utilizar essas obras em suas docências com os alunos.

Alguns dos avanços e conqusitas obtidos pela luta afro-brasileira recentemente se materializa através da Lei 10.639, que estabelece a obrigatoriedade do ensino de história e cultura afro-brasileira dentro das disciplinas já vigentes no currículo escolar do ensino médio e fundamental. Dia 20 de novembro, o dia oficial da Consciência Negra, também passou a ser feriado.

Contemple a seguir nossa coleção de biblioteca acessível afrobrasileira, selecionada segundo critérios de conscientização e escalabilidade, visando a uma mudança estrutural, aos poucos, desde as camadas mais tenras da infância.

A COR DE CORALINE

Um simples pedido corriqueiro de um lápis a uma colega levanta diversas questões de cunho de estima, levando a uma abordagem reflexiva em relação às cores.

PDF DISPONÍVEL AQUI

ZUMBI O PEQUENO GUERREIRO

Convida o leitor a refletir sobre as ações do pequeno zumbi no Quilombo dos Palmares. Mostra a importância de coisas como paz e liberdade.

PDF DISPONÍVEL AQUI

ZUMBI DOS PALMARES

Fantástica história em quadrinhos produzida pelo esforço de anos de Clóvis Moura e Álvaro Moya, que retrata em quadrinhos a saga de Zumbi dos Palmares, bem como seus impactos nos dias de hoje.

PDF DISPONÍVEL AQUI

O PEQUENO PRÍNCIPE PRETO

O Pequeno Príncipe Preto vive em um minúsculo planeta. Ele vive somente com uma árvore. Obra inspirada no original Pequeno Príncipe.

PDF DISPONÍVEL AQUI

SULWE

Ela é a menina mais escura em todos os seus círculos; família, escola e amigos. Ela, um dia, abriu seus olhos e tudo mudou.

PDF DISPONÍVEL AQUI

O CABELO DE LELÊ

Jornada de aceitação acerca do belo cabelo afro da garota Lelê. Ela se diverte quando encontra obras de história, e se identifica com os personagens históricos.

PDF DISPONÍVEL AQUI

O MENINO MARROM

O menino marrom tem um amigo, o menino cor de rosa. Eles se pegam discutindo questões filosóficas, que viabilizarão uma jornada futura pacífica e feliz, dada a conjuntura do mundo atual.

PDF DISPONÍVEL AQUI

OLELÊ, UMA CANTIGA ANTIGA

Olelê conta a história e repercussões locais da lendária e tradicional cantiga africana Olelê.

PDF DISPONÍVEL AQUI

MINHA MÃE É NEGRA, SIM!

O livro aborda o reconhecimento da negritude, através das indagações do garoto Eno.

PDF DISPONÍVEL AQUI

HISTÓRIAS AFRICANAS

Coletâneas de histórias africanas, que demonstram a riqueza cultural, muitas vezes desconhecida, deste rico continente.

SLIDE DISPONÍVEL AQUI

FLÁVIA E O BOLO DE CHOCOLATE

Jornada de autoreconhecimento e pertencimento cultural e social da pequena Flávia, que adora bolo de chocolate.

PDF DISPONÍVEL AQUI

CHUVA DE MANGA

Livro que mostra a beleza da simplicidade africana na cidade de Chade, em que uma chuva de manga torna-se um acontecimento acolhedor em meio às dificuldades que os circundam.

PDF DISPONÍVEL AQUI

A COR DA VIDA

Livro feito com o intuito de fortalecer a consolidação racial e abreviação das diferenças, voltado para o público infantil.

PDF DISPONÍVEL AQUI

Indicações Bibliográficas Afrobrasileiras:

  • 50 Contos de Machado de Assis – Machado de Assis – Companhia das Letras;
  • A Mulher que Pariu Um Peixe – Raí Soares – Editora Jandaíra;
  • Amoras – Emicida – Companhia das Letrinhas;
  • Apropriação Cultural – Rodney William – Editora Jandaíra;
  • Cartas Para Minha Avó – Djamila Ribeiro – Companhia das Letras;
  • Casa de Alvenaria – Volume 1: Osasco – Carolina Maria de Jesus – Companhia das Letras;
  • Casa de Alvenaria – Volume 2: Santana – Carolina Maria de Jesus – Companhia das Letras;
  • Da Favela Para o Mundo – Edu Lyra – Buzz Editora;
  • De Passinho em Passinho – Otávio Júnior – Companhia das Letrinhas;
  • Dom Casmurro – Machado de Assis – Penguin;
  • E foi assim que eu e a escuridão ficamos amigas – Emicida – Companhia das Letrinhas;
  • Empoderamento – Joice Berth – Editora Jandaíra; S
  • Enterre seus Mortos – Ana Paula Maia – Companhia das Letras;
  • Escritos de Uma Vida – Sueli Carneiro – Editora Jandaíra; S
  • Guardei no Armário (Nova edição) – Samuel Gomes – Paralela;
  • Heroínas Negras Brasileiras em 15 Cordéis – Jarid Arraes – Seguinte;
  • Interseccionalidade – Carla Akotirene – Editora Jandaíra;
  • Intolerância Religiosa – Sidnei Nogueira – Editora Jandaíra;
  • Justiça e Letalidade Policial – Poliana Ferreira Silva – Editora Jandaíra;
  • Kuami – Cidinha da Silva – Editora Jandaíra;
  • Lima Barreto: Obra Reunida (Box) – Lima Barreto – Nova Fronteira;
  • Lugar de Fala – Djamila Ribeiro – Editora Jandaíra;
  • Mais Forte – Luana Génot – Objetiva;
  • Meu Caminho Até a Cadeira Número 1 – Rachel Maia – Globo Livros;
  • Mocambos e Quilombos – Flávio dos Santos Gomes – Claro Enigma;
  • Na minha pele – Lázaro Ramos – Objetiva;
  • Não Pararei de Gritar – Carlos de Assumpção – Companhia das Letras;
  • O Alienista – Machado de Assis – Penguin;
  • O Amor como Revolução – Pastor Henrique Vieira – Objetiva;
  • O Avesso da Pele – Jeferson Tenório – Companhia das Letras;
  • O Catador de Sonhos – Geraldo Rufino – Gente;
  • O Enegrecer Psicopedagógico – Clarissa Brito – Editora Jandaíra;
  • O Monge e o Pastor – Pastor Henrique Vieira – Objetiva;
  • O Pequeno Príncipe Preto – Rodrigo França – Nova Fronteira;
  • O Sol na Cabeça – Geovani Martins – Companhia das Letras;
  • Olhos D’Água – Conceição Evaristo – Pallas;
  • Parem de Nos Matar – Cidinha da Silva – Editora Jandaíra;
  • Pedagoginga, autonomia e mocambagem – Allan da Rosa – Editora Jandaíra;
  • Pequeno manual antirracista – Djamila Ribeiro – Companhia das Letras;
  • Por um Feminismo Afro-latino-Americano – Lélia Gonzalez – Zahar;
  • Quem tem medo do feminismo negro? – Djamila Ribeiro – Companhia das Letras;
  • Querer, Poder, Vencer – Thelma Assis – Planeta;
  • Racismo Estrutural – Silvio Almeida – Editora Jandaíra;
  • Sobre os Canibais – Caetano W. Galindo – Companhia das Letras;
  • Todas as Letras – Gilberto Gil – Companhia das Letras;
  • Torto Arado – Itamar Vieira Junior – Todavia;
  • Trabalho Doméstico – Juliana Teixeira – Editora Jandaíra;
  • Triste Fim de Policarpo Quaresma – Lima Barreto – Penguin;
  • Tudo Nela é de se Amar – Luciene Nascimento – Estação Brasil;
  • Um Buraco Com Seu Nome (Nova edição) – Jarid Arraes – Alfaguara;
  • Uma História Feita Por Mãos Negras – Beatriz Nascimento – Zahar.

Produzido por Cristiano Urquiza

Fonte: IG