Pesquisa realizada pela FIPE, a pedido da CBL e do SNEL, mapeia pela primeira vez o mercado de conteúdo digital no Brasil, com dados de 2016

Fonte: Snel

Com dados inéditos sobre o cenário dos e-books no país, o Censo do Livro Digital realizado pela Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe), a pedido da Câmara Brasileira do Livro (CBL) e do Sindicato Nacional dos Editores de Livros (SNEL), coletou junto às editoras dados referentes ao exercício de 2016. A pesquisa mostra que, das 794 editoras brasileiras investigadas, 294 produzem e comercializam conteúdo digital, o que representa 37% do setor editorial. A pesquisa aponta, ainda, que a atividade no país está concentrada nas editoras de Obras Gerais e de Científicos, Técnicos e Profissionais (CTP), que respondem, respectivamente, por uma fatia de 55% e 23% no mercado de livros digitais.

O diagnóstico oferece pela primeira vez um panorama comparativo sólido para nortear a análise do conteúdo digital no Brasil pelos próximos anos. O levantamento revela que foram 9.483 os novos números de ISBN digitais produzidos e comercializados em 2016. Já o número de exemplares de e-books (incluindo novos títulos e acervo) comercializados no país até 31 de dezembro do mesmo ano foi de 2.751.630. Desse número, 87% correspondem à produção das editoras de Obras Gerais.

Acesse o Censo do Livro Digital aqui